share on:

13 de Maio de 2019

Constantemente agentes do ministério do trabalho flagram jovens e adolescentes vivendo como escravos sexuais. Estrangeiros são mantidos como escravos nos mais diversos ramos industriais sem qualquer direito trabalhista. Outros, nos campos, recebem um salário incapaz de saldar suas dívidas, que só aumentam a cada mês. Cada um deles é vigiado e não pode fugir, são escravos.

No Brasil, primeiro veio a extinção do tráfico negreiro em 1850. Depois, a Lei do Ventre livre “libertando os filhos de escravos, acima de 12 anos” em 1871. Depois, a Lei dos sexagenários que libertava os escravos com mais de 65 anos isso em 1885, e por fim, a abolição da escravidão como forma de trabalho em 1888. No entanto, ainda surgem notícias de escravidão praticada contra pobres, estrangeiros e jovens no nosso Brasil de hoje.

Quando você admite que não consegue evitar o pecado contra Deus percebe que se encontra em um estado de escravidão. Ainda que experimente de bênçãos de Deus não tem certeza de permanecer para sempre em sua presença. Mas quem é liberto da ira divina recebe uma liberdade que o torna filho de Deus .

Confiar na obra de Jesus quita a dívida do pecador com Deus. Esta certeza dá nova condição de vida e “já não há diferença racial, religiosa, cultural ou socioeconômica porque “Cristo é tudo e está em todos que confiam Nele. A incredulidade no caráter, na justiça, na bondade divina são os princípios ativos do pecado. É esse estado que precisa ser quebrado no coração humano. Somente ao voltar-se para Cristo Jesus o ser humano é liberto do princípio ativo do pecado. Então passa a tratar seu pecado contra Deus de modo divino, diferente. Sem esconder ou camuflar.

Você ouviu o chamado íntimo para seguir a Jesus ainda vivendo sob algum tipo de escravidão? Se você puder conseguir a liberdade, consiga-a. Aquele que, sendo escravo, foi achado pelo Senhor, é liberto e pertence ao Senhor; semelhantemente, aquele que era livre como um patrão quando foi chamado, é escravo de Deus por amor a Cristo. Não desista de compreender esta grande verdade cristã.


Esta mensagem responde á pergunta: Como encarar a escravidão ao pecado pela natureza humana?

Aplicação para a sua vida: Faça distinção entre o principio ativo do pecado dos próprios frutos do pecado e descubra a alegria da reconciliação com Deus Pai.


João 8:34-36 “Respondeu-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que todo aquele que comete pecado é servo do pecado. Ora o servo não fica para sempre em casa; o Filho fica para sempre. Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres.“ Este evangelho escrito entre 80-90 d.C pelo apóstolo João no estilo é reflexivo e cheio de imagens e figuras organiza sua mensagem enfocando sete sinais que apontam para Jesus como Filho de Deus.
Colossenses 3:11 “Onde não há grego, nem judeu, circuncisão, nem incircuncisão, bárbaro, cita, servo ou livre; mas Cristo é tudo,
e em todos.“
I Coríntios 7:21-22 “Foste chamado sendo servo? não te dê cuidado; e, se ainda podes ser livre, aproveita a ocasião. Porque o que é chamado pelo Senhor, sendo servo, é liberto do Senhor; e da mesma maneira também o que é chamado sendo livre, servo é de Cristo.’