share on:

30 de Maio de 2019

Como você enfeita o seu quarto? E a sua casa? Será que você decora sua mesa de qualquer modo ou tem o seu modo de colocar seus objetos de uso comum de um modo bem particular? Então decorar significa enfeitar. O modo como você coloca seus objetos, sejam peças artísticas ou de valor sentimental em sua casa, não seu quarto refere-se a decoração.

Será que decoração tem algo a ver o seu coração? Com o que lhe é querido? Trata-se de um modo todo seu, de um espaço que tem a sua cara. Como se aquele cantinho fosse sua casa, seu refúgio, enfim o seu coração.

Quando você visita alguém na própria casa, certamente você pode perceber o que essa pessoa tem em parte de seu coração, de seus valores, de sua própria vida. É muito interessante uma revelação feita por Cristo Jesus. Ele diz assim: A boca fala do que o coração está cheio, está decorado. Ao prestar atenção ao seu modo de falar, seu modo de orar, seu modo de avaliar a própria vida e a dos outros, é possível perceber com o que seu íntimo está “decorado”. Constantemente se deseja corrigir o modo das pessoas falarem. Talvez porque se utilizam de muitos palavrões.

Será que seu vocabulário precisa ser enriquecido, decorado com outros termos? Não estranhe se você notar que precisa de algum tipo de purificação de natureza espiritual. Quantas pessoas perceberam que a
impureza em algumas áreas da sua vida, de seus pensamentos precisam de uma redecoração. Na verdade, não são os objetos que estão errados. Eles estão fora do devido lugar designado por Deus. Por isso o Espirito de Deus declara: ”Pois tudo o que Deus criou é bom, e, nada deve ser rejeitado, se puder ser recebido com ações de graças. Porquanto é santificado pela Palavra de Deus e pela oração. ”

O que Deus diz é que purifica e a oração efetiva e a ação divina no seu coração. É isso que você precisa fazer.


Esta mensagem responde á pergunta: Em que a decoração de seus espaços revelam o seu íntimo?

Aplicação para a sua vida: Não é suficiente alterar apenas o exterior, mas ajustar a decoração interior de sua vida, seja mental, e espiritual.


Lucas 6:45 “O homem bom, do bom tesouro do seu coração tira o bem, e o homem mau, do mau tesouro do seu coração tira o mal, porque da abundância do seu coração fala a boca.“ Escrito por Lucas, um médico por volta de 59—75 d.C mostra como Jesus estava em contato com as pessoas pobres, com os necessitados e com os que são desprezados pela sociedade.
1 Timóteo 4:4-5 “Pois tudo o que Deus criou é bom, e, nada deve ser rejeitado, se puder ser recebido com ações de graças. Porquanto é santificado pela Palavra de Deus e pela oração.“ Esta carta orienta Timóteo, jovem pastor e líder da igreja primitiva a respeito de adoração, o ministério e os relacionamentos dentro da igreja por volta de 63-64 d.C.