share on:

29 de Julho de 2020

Não é sonho de poucos ver as nações se unido para promover a paz. As nações unidas cuidando umas das outras, mediando conflitos, suprindo necessidades, incentivando para que cada uma desenvolva o próprio potencial. Isso é maravilhoso. No entanto é um sonho impossível enquanto o ser humano não se render ao amor, a justiça e santidade de Cristo Jesus.23 No entanto desde que foi criada, as Nações Unidas não conseguem cumprir efetivamente seu objetivo bem expresso em sua carta magna.

A tentativa humana de união já foi mencionada na bíblia na conhecida experiência da Torre de Babel.24 Aquela união tinha por objetivo proclamar o poderio da tecnologia humana de chegar aos céus. Também era um marco do poderio humano de desobedecer a ordem divina de espalhar-se sobre a terra. Você percebe que a busca pelo poder humano é dominar a terra e de expressar a rebelião contra o Criador.

O objetivo das Nações Unidas é louvável, mas enquanto for constituída por seres humanos não conseguirá cumprir esse digno propósito. Como é que a Torre de Babel fracassou? Foi suficiente quebrar a unidade do idioma. A falta de entendimento mutuo levou a paralisação da obra, como de tantas outras tentativas até hoje.

No entanto, em Pentecostes, 50 dias depois da ressurreição de Cristo Jesus, os judeus de diversos países, idiomas, reunidos em Jerusalém para a festa de Pentecostes, ouviram a primeira pregação evangélica feita pelo apóstolo Pedro e cada um a compreendeu no próprio idioma do pais de onde vinha.25 Aquela primeira manifestação do Reino de Cristo Jesus anunciava o perdão, a justiça e a santidade divina.

A narrativa cristã, a carta magna do Reino de Deus, as Escrituras sagradas, a bíblia, pré-anuncia uma união mundial cuja batalha final será lutar contra Cristo vindo em glória. Depois da perseguição e martírio de cristãos virá o final dessa era26. Então hoje, agora, é a oportunidade para você conhecer o teor dessas duas cartas. Oro para você decida por reconciliar-se com Deus Pai, pela fé de Cristo Jesus descrito na carta magna do Reino. Compare a realidade com cada uma dessas cartas a carta da ONU e a carta da Bíblia Sagrada .

Esta mensagem responde à pergunta: Você conhece tanto a Carta das Nações Unidas como a Carta do Reino dos Céus?

Tarefa para Hoje: Você certamente guiará sua vida por uma dessas cartas para a sua existência nessa vida por isso precisa informar das referências básicas de cada uma. Comece hoje por alguma!


Notas

¹ 22 História: https://nacoesunidas.org/carta/ Exemplar dessa carta: https://nacoesunidas.org/wp-content/uploads/2017/11/A-Carta-das- Na%C3%A7%C3%B5es-Unidas.pdf

² 23 1 Coríntios 15:28 “E, quando todas as coisas lhe estiverem sujeitas, então também o mesmo Filho se sujeitará àquele que todas as coisas lhe sujeitou, para que Deus seja tudo em todos.”

³ 24 Gênesis 11:4-6 “E disseram: Eia, edifiquemos nós uma cidade e uma torre cujo cume toque nos céus, e façamo-nos um nome, para que não sejamos espalhados sobre a face de toda a terra. Então desceu o Senhor para ver a cidade e a torre que os filhos dos homens edificavam; E o Senhor disse: Eis que o povo é um, e todos têm uma mesma língua; e isto é o que começam a fazer; e agora, não haverá restrição para tudo o que eles intentarem fazer.”.

⁴ 25 Atos 2:6 e versos seguintes Atos é uma sequência da vida de Cristo nos Evangelhos, registrando a disseminação da cristandade de Jerusalém a Roma escrito por Lucas cerca de 62 d.C.

⁵ 26 Apocalipse 19 Leia todo o capítulo Escrito pelo discípulo e apóstolo João, já velho e exilado por volta de 95 d.C. encoraja os cristãos perseguidos e para firmá-los na confiança de que Deus cuidará deles. Usando símbolos e visões, o escritor ilustra o triunfo do bem sobre o mal e a criação de uma nova terra e um novo céu.