share on:

Oração 12/08/2016

Uma das tendências naturais dos homens é de atacar quando contrariado.

A notícia diária de violência doméstica, abuso, fúria violenta, homicídio e guerra são a prova de quão longe os homens estão de serem agentes da justiça.

Seja pessoalmente ciente do perigo em deixar sua raiva transbordar, em vez disso ore por humildade e autocontrole: “Pois a ira do homem não produz a justiça de Deus” (Tiago 1.20).