share on:

Nossa vida de oração é motivada por reverência a Deus e a consciência de que ele poderá responder de um modo que não entendemos. “Ó profundidade da riqueza, da sabedoria e do conhecimento de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis os seus caminhos!” (Romanos 11.33).