Equipe da RTM Brasil participa de encontro das RTM de língua hispânica

share on:

3/5/2017

Evento, que aconteceu nos Estados Unidos neste ano, será realizado no Brasil em 2018.

A edição de 2017 do encontro das Rádios Trans Mundial de língua hispânica aconteceu entre 27 de março e 1º de abril na cidade de Cary, Carolina do Norte, nos Estados Unidos, e contou com cerca de 50 participantes. Entre eles, três membros do comitê executivo da RTM Brasil: Valdir Pydd, diretor executivo de administração e ministérios, Ricardo Kroskinsque, diretor executivo de relações públicas, e a assistente de diretoria Meire Lane dos Anjos.

Esse encontro acontece anualmente e contou com representantes das RTMs de 20 países, a maioria falantes da língua espanhola, como Chile, Guatemala e Honduras, e outros em que a predominância não é o espanhol, como Brasil, Canadá e Noruega, apoiadores da RTM do Peru, além, é claro, dos anfitriões dos Estados Unidos.

Durante a programação, cada país teve um espaço para falar sobre a realidade socioeconômica de seu país e sobre os projetos que a RTM vem desenvolvendo. Na questão socioeconômica, o testemunho mais marcante foi o da Venezuela. “O pastor falou como as coisas estão difíceis na Venezuela. De maneira geral, a população tem dinheiro para comprar alimentos, mas não tem o quê comprar, o que é muito pior. Eles chegam a ficar na fila de madrugada para conseguir comprar um quilo de arroz ou de feijão para uma semana”, relata Valdir Pydd.

Outro aspecto que ficou evidente no Encontro foi o crescimento das dificuldades para a pregação do evangelho. “O pastor de Cuba falou que para fazer um encontro, uma pequena reunião com 10 pessoas, é necessário pedir autorização ao governo.Eles não podem ter uma igreja.E aqui no Brasil, a gente tem essa liberdade. Então, eu pude ver que mesmo em meio às crises, o Brasil está muito bem”, conta Ricardo Kroskinsque.

O trabalho da RTM Brasil foi apresentado por meio de vídeos e apresentações institucionais e teve uma ótima recepção. Valdir Pydd relata que quando se referiam ao Brasil no evento, sempre diziam “O Grande Brasil”.

Para Ricardo Kroskinsque, o que mais marcou na apresentação sobre o Brasil foram os projetos que estão sendo desenvolvidos. “Quando o Valdir compartilhou um pouco sobre o que temos feito aqui no Brasil, as pessoas ficaram impressionadas. Eles têm o Brasil como um espelho, por isso se sentiram motivados com nosso testemunho e queriam saber mais o que está acontecendo por aqui”, relata.

Próxima edição

Meire Lane dos Anjos, a assistente de diretoria da RTM Brasil, foi ao Encontro hispânico com uma missão especial: aprender sobre a logística e a organização do evento para poder organizar edição do próximo ano, que será aqui no Brasil. “Eu realmente fui com a intenção de observar e já vim cheia de ideias”, revela.

Apesar da grande responsabilidade, como já tiveram contato com os envolvidos em Cary e em uma visita que alguns dos participantes fizeram ao Brasil no ano passado, Meire acredita que será bastante prazeroso. “Eu me alegro muito porque vou receber pessoas queridas, com as quais já tenho uma ligação. Ao mesmo tempo em que põe bastante responsabilidade, põe um prazer muito grande também. a gente tem que mostrar bastante eficiência e recebê-los com todo o carinho”, planeja.

Ao ver a apresentação do Brasil, os participantes do Encontro em Cary ficaram na expectativa para conhecer as instalações da RTM daqui no próximo ano e, claro, saborear a culinária típica brasileira. “Eles estão com tanta expectativa de saber como é o Brasil que quando chegarem aqui, eu acho que vão ficar muito emocionados de ver o que Deus tem feito no Brasil, a forma que a gente tem trabalhado, o alcance que nós temos. Então, sabemos que vai ser impactante. Lá já foi impactante, me emocionei muitas vezes, imagine quando chegar aqui…” conclui Ricardo Kroskinsque.