Educação, inspiração e cuidado: as lições à luz da Bíblia para pais contemporâneos

share on:

Lucas Meloni

Departamento de Comunicação RTM

Cuidar, educar, inspirar e ser referência. Muitas podem ser as atribuições dos pais, mas a maior delas, com certeza, é amar. Por ocasião do mês dos pais (agosto), pastores convidados pela Rádio Trans Mundial fazem análises sobre diferentes temáticas, à luz da Bíblia, sobre a contribuição deles aos filhos, famílias e igrejas. 

O modelo de pai

O pastor e professor Luiz Sayão, da Igreja Batista Nações Unidas (IBNU), e apresentador do “Rota 66”, “Conversando com Luiz Sayão” e “180 Graus” destaca a figura de Noé como um pai que contribuiu, e muito, para a formação de seus filhos em aspectos como integridade e paciência. “Chamo a atenção para Noé por alguns aspectos interessantes. A primeira coisa é a manutenção de uma vida marcada pela justiça. Noé mantém a sua justiça diante de uma sociedade corrompida e perdida. Ele encontrou favor aos olhos do Senhor, como diz em Gênesis 6.8. A postura de integridade é um elemento vital para ser pai de acordo com as escrituras. A outra coisa que chama a atenção é a forma como conseguiu liderar a própria família. No caso de Noé, os filhos (Cam, Sem e Jafé) enfrentaram toda a dificuldade de ajudar o pai na construção da Arca em um momento de crise. Um deles poderia se levantar contra o pai, mas Noé conseguiu levar os três de forma tranquila. É importante destacar a paciência de Noé. Isso é importante para nós neste contexto de pandemia. A paciência, a postura e a submissão de Noé a Deus serviram como referência à própria família”, comentou.

Os pais e a igreja

Itamir Neves, pastor da Primeira Igreja Batista de Santo André (PIBSA) e apresentador dos programas “Através da Bíblia”, “Entendendo a Bíblia” e “A Palavra em Canções” ressalta que os pais têm um papel importante em relação à igreja e não podem ser deixados de lado. “Os pais que conhecem o Senhor devem apresentá-lo aos filhos através de algumas maneiras: ensino bíblico em casa, culto doméstico, pelo relacionamento da família com a igreja onde são membros e pelo acompanhamento das lições e estudos que os filhos recebem nas igrejas. O maior exemplo, contudo, é pela comunhão que o pai pode ter com Jesus por meio de suas ações e de uma vida dedicada a Deus. Os pais não precisam ser ditadores da verdade. O carinho, o amor e o companheirismo farão com que os filhos não se afastem da igreja. A educação paterna é uma das formas de Deus chamar os filhos para que se dediquem ao ministério cristão. Desta forma, o pai, como um dos alicerces na vida dos filhos, tem um papel muito relevante na igreja do hoje e na formação da igreja do amanhã, por meio de seus filhos”, destacou.

Sustento em tempos de crise

É importante que os pais ensinem aos filhos que Deus é a fonte de toda provisão, é o que afirma o pastor Kléber Lima, líder do ministério de Famílias da Igreja Batista de Cambuí, em Campinas, e apresentador do “Família Hoje“. “É uma fonte que não para de jorrar. O papel dos pais, quando trabalham, é cooperar com a ação provedora de Deus, ou seja, não são os pais que produzem o sustento, ele vem do Senhor. Desta forma, esta situação diferente que a crise causada pela pandemia da Covid-19 trouxe é uma oportunidade de utilizá-la como uma ilustração didática sobre a provisão que Deus nos dá. Com crise ou sem crise é o nosso Deus que coloca o pão em nossa mesa. O pai tem a responsabilidade de tranquilizar sua esposa e filhos neste sentido e de estimular a fé e a confiança deles no sustento que vem do céu”, avaliou.

Socorro sempre presente na tribulação

Alguns homens podem ter a sensação de que, em meio a tantos problemas e instabilidades por causa da pandemia, Deus está distante. O pastor Marcos Garcia, da Igreja Metodista de Santo Amaro, e apresentador de “Um Tempo com Deus”, comenta que ele, na verdade, não está longe. “Ele é o nosso socorro sempre presente na tribulação. Por mais que os tempos sejam de muita instabilidade e desafiadores, que os homens tenham a plena certeza de que o nosso Pai celeste está agindo sobre as vidas e famílias. É importante que as pessoas saibam descansar em Deus, confiar nele. Ele é Pai zeloso, cuidadoso e perfeito. Se nós, como pais, e me incluo nesta lista, procuramos dar boas coisas aos filhos, apesar das nossas falhas, quanto mais nosso Pai eterno. A mensagem que fica é: não desista, nem desanime porque há um projeto de Deus sobre as famílias”, analisou.

O hábito do estudo e da leitura

João Paulo Gouvêa, pastor da Igreja Batista Chácara Flora e apresentador do “Painel Literário”, o exemplo leva ao hábito. “Sei de muitos relatos de pessoas que fazem leituras bíblicas, têm seus momentos devocionais e de estudos porque viram os pais fazendo. Os momentos a sós podem e são muito representativos. Tive um bom exemplo em casa porque meus pais eram professores. Sempre liam bastante. No exemplo deles, aprendi com a visão deles lendo, se aprimorando, exercitando a mente e a espiritualidade. Tenho mantido isso como um hábito e percebo que as minhas filhas têm seguido este exemplo. Elas seguem o hábito de ler, fazer seus devocionais e estudos bíblicos. No começo, tudo parece meio truncado, dá até um pouco de sono e não entende bem o que está lendo, mas, de qualquer forma, depois, quando se torna um hábito, a gente não consegue mais ficar sem. É primordial que nossos filhos nos vejam lendo e percebam a importância da leitura porque quando crescerem, vão adotar isso como uma diretriz para suas vidas”, finalizou.