Somente no mês de janeiro oito igrejas foram atacadas no Chile

share on:

08/03/2018

Nós já noticiamos aqui atos de perseguição a igreja na américa latina por questões ideológicas e políticas na Venezuela e Bolívia, na colômbia por causa da disputa de grupos criminosos ligados ao narcotráfico pelo controle de algumas regiões e no México pelo mesmo motivo.

Infelizmente outro país latino americano ganha destaque por causa da perseguição, o Chile. A realidade social e política do país nem se comparada com outros citados. O Chile tem o melhor Índice de Desenvolvimento Humano da região, vive a anos em situação de pleno emprego, tem baixa taxa de criminalidade e possui um dos melhores sistemas de ensino do hemisfério sul.

Mesmo com esse contexto social, o ano no país começou com uma série de ataques a igrejas em várias regiões. Três igrejas foram incendiadas nos municípios de Peñalolén, Recoleta e Santiago. A plataforma de notícias Clarín informou que duas igrejas na cidade de Cunco e uma em Puente Alto também enfrentaram ataques parecidos. Outra igreja em Lo Espejo também foi queimada, e uma em Calafquén foi atacada. No total foram oito ataques a igrejas somente no mês de janeiro.

Não se sabe qual grupo é responsável pelos ataques, mas de acordo com a BBC, agencia inglesa de notícias, foi encontrado um panfleto com referências ao ativismo do grupo indígena Mapuche. Uma analista de perseguição da Portas Abertas, também confirmou que os principais suspeitos do ataque são realmente os ativistas do grupo. A analista concluiu dizendo que incêndios a igrejas já se tornaram comuns no Chile, e que sem nenhuma resposta do governo, o vandalismo e a violência continuam colocando em perigo a já limitada liberdade de religião de cristãos que querem praticar a sua fé. Na América Latina somente o México e a Colômbia estão na Lista Mundial da Perseguição elaborada pela agência missionária Portas Abertas.

Fonte: Portas Abertas

 

Produção e apresentação: Daniel Beltrão
Coordenação: Renata Theodoro
Supervisão: André Castilho
Realização: Rádio Trans Mundial