Povo indígena pede oração à igreja brasileira

share on:

03/10/2017

O mês de setembro foi dedicado a uma campanha nacional de conscientização sobre a prevenção do suicídio. Esta foi a terceira edição da campanha chamada Setembro Amarelo. No dia 22 foi divulgado pelo ministério da saúde o primeiro Boletim Epidemiológico de Tentativas e Óbitos por Suicídio no Brasil. Surpreendentemente, os maiores índices de mortalidade estão entre os povos indígenas. A taxa foi calculada para cada 100 mil habitantes e entre os índios, o índice de óbitos e tentativas é de 15,2, enquanto entre os brancos é de 5,9 e 4,7 entre os negros. Na comparação a taxa entre os índios é quase três vezes maior. A pesquisa trouxe outro dado que preocupa: o maior número de suicídios está entre os jovens indígenas. A faixa etária de 10 a 19 anos concentra 44,8% dos óbitos. Eu conversei com o pastor Jader Oliveira, presidente da UNIEDAS – União das Igrejas Indígenas Evangélicas da América do Sul, que pontuou que uma das causas dessa estatística é o conflito cultural vivido pelos jovens nas tribos.

Ouça a reportagem:

 

Produção e apresentação: Daniel Beltrão
Coordenação: Renata Theodoro
Supervisão: André Castilho
Realização: Rádio Trans Mundial