Pesquisa aponta que 1 em cada 12 cristãos sofre alto nível de perseguição religiosa

share on:

20/09/2017

A missão Portas Abertas, agência missionária que dá apoio a cristãos perseguidos, realizou uma pesquisa para atualizar a Lista Mundial de Perseguição em 2017. Foi apurado que cerca de 215 milhões de cristãos, que vivem nos 50 países de maior perseguição no mundo, estão expostos a níveis altos de perigo. A Portas Abertas afirma que esse número equivale a 1 em cada 12 cristãos, proporcionalmente.

A pesquisa identificou que a maior parcela desta população está concentrada na Etiópia, Nigéria, Índia e China. Na Ásia, estão 100 dos 215 milhões de cristãos em situação de perigo. Além disso, a Portas Abertas defende a tese de que dos 50 países classificados, em 21 deles todos os cristãos, independentemente da região, sofrem níveis altos de perseguição.

O nível ‘alto’ da lista, por sua metodologia, é estabelecido onde viver como um cristão significa que, embora possa haver uma igreja tolerada que goze de alguma liberdade, na prática, cristãos proeminentes são alvos, as igrejas são sujeitas a controle e há restrições de cristãos em áreas como educação e emprego. Os membros da Portas Abertas evitam transmitir detalhes mais específicos dos números coletados porque os governos e movimentos perseguidores podem utilizar essas informações para lançar novas medidas de repressão.

Apesar desses números em tantos países, principalmente na Ásia, África e Oriente Médio, os cristãos ainda têm preferido ficar em seus locais de origem, levar o evangelho a outras pessoas e até morrer por essa missão.

Fonte: Portas Abertas e Gospel Prime

Ouça a reportagem:

 

Produção e apresentação: Daniel Beltrão
Coordenação: Renata Theodoro
Supervisão: André Castilho
Realização: Rádio Trans Mundial