Pastor é preso na Venezuela por distribuir remédios e comida

share on:

30/10/2018

O pastor Marcelo Coronel, da igreja Rey de Paz, na cidade de Mérida, e alguns membros de sua equipe ministerial foram presos. Eles foram acusados de “prática ilegal”, segundo o critério governo de Nicolas Maduro. O delito foi a entrega de medicamentos e alimentos que eles receberam como doação. Existe um rígido controle nacional sobre qualquer distribuição que não passe pelo sistema público.

Essa informação foi apurada pelo portal de notícias Gospel Prime, através de uma líder cristã venezuelana. A líder, que não pode ter seu nome divulgado por questões de segurança, contou que Coronel continua preso, sem previsão de julgamento. Ele é o presidente da Confraternidad de Pastores de Mérida, entidade que reúne as lideranças evangélicas da sua cidade.

Uma médica cristã que iria fazer atendimentos e ministrar os remédios como parte de um trabalho social da igreja, também foi presa e, sob ameaças, divulgou quem eram os pastores que a estavam ajudando. O Corpo de Investigações Científicas, Penais e Criminais procurou pelo pastor Marcelo e sua esposa e os levou à delegacia. Sua esposa, a pastora Ana Maria, foi libertada um dia depois, após ser interrogada.

A cristã contatada pelo Gospel Prime relatou que a perseguição à Igreja está aumentando e que o governo está fechando estações de rádio e acabando com a mídia não oficial. Outra forma de perseguição foi alteração da lei da regulamenta as igrejas. Ela relatou que as igrejas evangélicas na Venezuela são registradas como associações civis sem fins lucrativos, mas com a mudança agora todas as associações civis devem pagar impostos. Nos últimos meses, diversos pastores foram para a prisão ou detidos para interrogatório.

 

Produção e apresentação: Daniel Beltrão
Coordenação: Kaká Rodrigues
Supervisão: André Castilho
Realização: Rádio Trans Mundial