Pastor abrigou 63 venezuelanos durante protestos em Roraima

share on:

31/08/2018

Em meio à crise dos refugiados da Venezuela, a igreja brasileira tem dentro de suas possibilidades feito o seu papel. No dia 18 de agosto, quando mais de mil e duzentos migrantes foram expulsos durante um violento protesto de moradores de Pacaraima, no Norte de Roraima, uma atitude de cristãos brasileiros mudou a vida de 63 refugiados venezuelanos: 47 adultos e 16 crianças. Naquela manhã de sábado, o pastor Gedeão Vasconcelos e sua mulher, Sandra Vasconcelos, notaram a agitação da cidade e souberam que os moradores estavam expulsando os refugiados que estavam abrigados no palco do Micaraima, na fronteira entre os dois países, revoltados com o assalto a um comerciante brasileiro, que foi supostamente cometido por venezuelanos.

O palco, que antes usado para shows e eventos, foi destruído por um trator e os pertences dos refugiados foram banhados em gasolina e queimados. Antes disso, o pastor Gedeão que lidera uma Igreja Batista na cidade, conversou com o comandante da Força Nacional e pediu permissão para pegar as crianças que estavam embaixo do palco. O resgate foi feito em partes. Primeiro os cristãos resgataram as crianças, depois os adultos. O pastor revelou que ao longo do dia, mesmo com medo dos manifestantes, eles iam escondidos para fazer o resgate das pessoas.

Em pouco tempo, a casa em que Gedeão e a esposa moram há três meses se encheu. Outros venezuelanos que souberam do refúgio bateram à porta e também foram acolhidos. Missionários ligados à igreja também abriram suas casas para abrigá-los e reuniram doações de roupas e alimentos. Hoje cerca de 30 ainda vivem nas dependências da igreja, enquanto outros refugiados seguiram viagem.

Antes dos protestos, a igreja costumava evangelizar e distribuir alimentos para cerca de 79 venezuelanos que viviam acampados debaixo do palco Micaraima. Igrejas locais e missões tem se mobilizado para ajudar aos imigrantes venezuelanos. Por exemplo, a Convenção Batista Brasileira através de suas juntas de missões, colocou em operação o projeto SOS Venezuela que opera no local através das igrejas de uma sede em Boa Vista. Para saber mais sobre essa iniciativa acesse: missoesmundiais.com.br e digite SOS Venezuela no campo de busca.

Fonte: Guiame

 

Produção e apresentação: Daniel Beltrão
Coordenação: Kaká Rodrigues
Supervisão: André Castilho
Realização: Rádio Trans Mundial