Nova constituição fecha o cerco contra cristãos no Nepal

share on:

15/02/2019

Ameaças a líderes cristãos e ataques a igrejas também têm se tornado comuns. Recentemente, uma organização que imprimia Bíblias foi acusada de produzir material para conversão e o governo está tentando fechá-la. Um pastor local falou a um parceiro da Missão Portas Abertas que “a qualquer momento, as igrejas podem ser declaradas ilegais e ler a Bíblia também, já foi considerada material de conversão”.

Treze casos de detenções e 22 casos de falsas acusações contra cristãos foram relatados no Nepal em 2018 em jornais de grande circulação. Pesa sobre os cristãos a acusação de usar vários meios para converter hindus ao cristianismo. Os jornais afirmavam ainda que todas as ONGs cristãs deveriam ser proibidas. Vários orfanatos já foram fechados sob a alegação de que estão sendo usados para converter crianças ao cristianismo. Uma fonte local disse ao parceiro da Portas Abertas, que “após o fechamento dos orfanatos, as crianças não são levadas para outros abrigos, e que suas vidas estão em risco.

Ele também afirmou que percebe que os líderes cristãos são monitorados, tendo sua vida e ministério em risco. Localizado no sul da Ásia, o Nepal tem mais de 29 milhões de habitantes, dos quais 1 milhão e 200 mil são cristãos. O país ocupa a 32ª posição na Lista Mundial da Perseguição 2019.

Fonte: Portas Abertas

Produção e apresentação: Daniel Beltrão
Coordenação: Kaká Rodrigues
Supervisão:André Castilho
Realização:Rádio Trans Mundial