share on:

24/05/2018

Um grupo de entidades missionárias internacionais realizou um estudo e concluiu que, atualmente, há 2 bilhões e 500 milhões de pessoas no mundo que não ouviram falar sobre Jesus Cristo e o plano da Salvação. E nesse cenário, 70 mil morrem todos os dias sem conhecer o Evangelho. O caso de uma tribo de animistas da Índia, que costumavam “caçar cabeças”, e foram evangelizados apenas com o livro de João, por falta de um exemplar completo da Bíblia, foi usado para ilustrar o poder transformador da Palavra e alertar sobre a necessidade de investimento em missões.

O relato foi feito por John Pudaite, presidente da Bibles for the World, em tradução livre, Bíblias para o Mundo, de acordo com informações do portal The Christian Post. Falando sobre suas origens, ele contou que seus ancestrais nasceram na China e migraram para a Índia, há mais de um século.

Ele relatou ainda que era uma tribo animista, semi-nômade e que havia adotado a prática desagradável de caçar cabeças. Isso foi antes do cristianismo chegar há 100 anos, foi necessário apenas uma “única cópia do Evangelho de João e uma breve visita de acompanhamento pelo missionário que a portava”. Dessa forma, aquele povo foi “transformado de caçadores de cabeças, em caçadores de corações para Jesus Cristo”, alegrou-se Pudaite, em relato feito no Dia Internacional da Oração pelos não-alcançados, no último domingo, 20 de maio.

Outros grupos missionários também destacaram seus trabalhos no evento organizado pela Focus On The Family, enfatizando a necessidade de levar a mensagem do Evangelho a todos os povos. Ruth Kramer, da Mission Network News, ponderou que os cristãos concordam que o Evangelho é transformador, e disse que é preciso agir de forma mais objetiva, pois o grande número de pessoas que ainda não ouviram o Evangelho apresenta um desafio significativo para a Igreja.


Fonte:
Gospel Mais e Christian Post

 

 

Produção e apresentação: Daniel Beltrão
Coordenação: Kaká Rodrigues
Supervisão: André Castilho
Realização: Rádio Trans Mundial