Ministério transmite esperança através das mãos

share on:

25/09/2018

Mãos que Falam, esse é o nome do ministério de surdos criado em 2005 por Nidal e Fadi na Síria. A ideia de começar o trabalho foi motivada pelo versículo de Isaías 29.18, que diz: “Naquele dia os surdos ouvirão as palavras do livro”. Até hoje o esse texto é a base do ministério.

Na última semana eles realizaram a primeira conferência para cristãos surdos da Síria. O encontro durou três dias e os participantes foram tocados pelo amor de Deus através das pregações. Mais de 30 surdos, homens e mulheres, de todas as partes da Síria foram ao Líbano para participar da conferência.

Nidal, um dos responsáveis pelo ministério conta que “o objetivo da conferência é ajudar os surdos a aprenderem mais sobre o amor de Deus como pai. Ele ressaltou o sofrimento vivido pelos surdos por causa do sentimento de abandono e pela discriminação.

A realização do conferencia foi apenas mais uma conquista desse trabalho. Recentemente igreja adquiriu um espaço onde eles podem ir e passar tempo juntos. O lugar que se chama Centro de Esperança foi aberto em 2017 e oferece atividades de comunhão, aconselhamento individual e lições bíblicas. Como não é uma igreja, surdos de todas as religiões vão ao centro. Lá também são oferecidos treinamentos onde os surdos aprendem uma profissão e a gerar a própria renda. Para além do trabalho com surdos no Centro de Esperança também funciona uma clínica médica onde, todo mês, centenas de pessoas são examinadas, diagnosticadas e tratadas.

A Síria está em guerra civil desde 2011. A religião do país é o islamismo, sua população tem quase 19 milhões de pessoas, das quais 794 mil são cristãs. A Síria ocupa a 15º posição entre os 50 países que mais perseguem cristãos por causa de sua fé.

Fonte: Portas Abertas

 

Produção e apresentação: Daniel Beltrão
Coordenação: Kaká Rodrigues
Supervisão: André Castilho
Realização: Rádio Trans