Mais de 20 cristãos são presos por realizarem culto a céu aberto, na China

Compartilhe em:

01/11/2018

Pelo menos 20 cristãos foram presos pela polícia na província de Sichuan, sul da China, enquanto estavam evangelizando e realizando um culto ao ar livre.

A organização ‘China Aid’, entidade que tem denunciado a perseguição ao cristianismo, informa que os cristãos foram presos e detidos em duas delegacias separadas em 20 de outubro por fazerem “proselitismo” em uma rua e realizar um culto em um parque público.

Os cristãos detidos faziam parte de uma equipe de evangelistas de rua de uma igreja, cuja a denominação não é registrada pelo Partido Comunista. Eles foram presos porque a lei proíbe o evangelismo fora dos locais religiosos registrados.

Durante a detenção, os cristãos presos ainda compartilharam sua fé. Enquanto isso, aqueles que não foram presos continuaram a evangelizar nas ruas. Na mesma noite todos foram liberados, mas nenhum detalhe foi dado sobre a condição de libertação.

O fundador da ‘China Aid’, pastor Bob Fu disse no mês passado ao Congresso norte-americano que a perseguição da China contra cristãos e outras minorias religiosas atingiu um “nível que não é visto desde o início da Revolução Cultural, promovida pelo presidente Mao Zedong nos anos 60”.

A China ocupa a 43º posição entre os piores países do mundo no que diz respeito à perseguição religiosa, de acordo com a Lista Mundial de Perseguição de 2018, feita pela Portas Abertas.

Fonte: Guiame.

 

Produção e apresentação: Daniel Beltrão
Coordenação: Kaká Rodrigues
Supervisão: André Castilho
Realização: Rádio Trans Mundial