Jovem que teve testa tatuada é batizado em clínica de reabilitação.

share on:

04/01/2018

No último sábado, dia 30, o adolescente que foi tatuado na testa com a frase “eu sou ladrão e vacilão” foi batizado. O fato aconteceu na clínica de reabilitação onde faz tratamento contra o vício em crack e álcool, em Mairiporã, na Grande São Paulo.

A história desse jovem, identificado como Juan, ficou conhecida em todo país. Ele foi tatuado em maio do ano passado, em São Bernardo, pelo tatuador e músico Maycon Wesley Carvalho dos Reis, de 27 anos. O momento foi filmado pelo vizinho dele, o pedreiro Ronildo Moreira de Araújo, 29 anos. Os dois disseram à Polícia Civil que a tatuagem foi uma forma de punição contra o adolescente, pois ele queria furtar a bicicleta adaptada de um deficiente físico. Maycon e Ronildo foram indiciados pelos crimes de constrangimento ilegal, lesão corporal e ameaça. O adolescente negou que tenha tentado furtar a bicicleta de um deficiente físico. Ele declarou ao portal G1, “que estava bêbado, que esbarrou na bicicleta e ela caiu”. Juan afirmou ainda que teve “vontade de morrer” depois da tortura.

O caso causou comoção e mobilização de pessoas contra e a favor do ato cometido por Maycon e Ronildo. Duas vaquinhas virtuais foram organizadas. Uma para pagar os advogados do tatuador Maycon, e outra para juntar recursos para apagar a tatuagem na testa de Juan. A do tatuador foi muito criticada e não seguiu a diante, já a do Juan arrecadou 16 mil reais em poucas horas.

Juan foi batizado pelo presbítero Caio Magnabosco, da Igreja Renascer em Cristo. Junto com ele outros 9 pacientes da clínica de reabilitação também passaram pelo batismo e declararam sua fé em Jesus Cristo.

Fonte:Guiame

 

Produção e apresentação: Daniel Beltrão
Coordenação: Renata Theodoro
Supervisão: André Castilho
Realização: Rádio Trans Mundial