Jovem egípcio impacta geração após ter encontro com Cristo

share on:

19/07/2018

Fady é um jovem de um vilarejo rural no Egito. Ele começou a trabalhar aos 14 anos para ajudar a família. Por causa da falta de emprego em sua cidade ele se mudou para o Cairo. Longe da família e da igreja local, foi exposto aos princípios do mundo sem ter o preparo ou a maturidade necessária. Fady se distanciou de Deus, cedeu às tentações na área sexual e passou a mentir para ganhar mais dinheiro. O jovem explicou que a falta de ensino bíblico e a perseguição são grandes desafios para a juventude cristã egípcia.

Ele citou alguns exemplos de perseguição aos jovens no Egito. Após cinco anos de estudo e trabalho, um amigo de Fady que é estudante de medicina seria apontado para ser assistente do professor. Mas nunca chegou a ocupar o cargo simplesmente por ser cristão. Fady contou histórias de professores que fazem perguntas difíceis aos alunos assim que descobrem que são cristãos. Moças cristãs também são assediadas e ninguém ousa se opor ao comportamento de um professor, sob o risco de ser reprovado.

Um dia, o líder de um ministério de jovens mostrou interesse em Fady, que se abriu com ele sobre seu passado e entregou verdadeiramente sua vida a Jesus.

Hoje, estudante do segundo ano de engenharia, Fady é um evangelista na faculdade. Ele visita os estudantes em seus dormitórios no campus da universidade e ora com eles; também começou um grupo de estudo bíblico para alunos em seu dormitório. Seu desejo é ajudar jovens que passam pelas mesmas dificuldades que ele passou e ajudar também os jovens da igreja em seu vilarejo.

Histórias como a do jovem egípcio Fady são frutos de trabalho, mobilização e oração pela igreja perseguida. A Portas Abertas promoverá entre os dias 21 e 23 de setembro o Shockwave 2018. Trata-se de um movimento de oração de jovens pelos cristãos perseguidos. Para participar basta entrar no site da missão, portasabertas.org.br e se inscrever.

Fonte: Portas Abertas

 

 

Produção e apresentação: Daniel Beltrão
Coordenação: Kaká Rodrigues
Supervisão: André Castilho
Realização: Rádio Trans Mundial