Igreja no Sri Lanka é atacada sistematicamente

share on:

27/09/2017

Ataques frequentes estão acontecendo a igrejas do Sri Lanka. Um exemplo disso é uma igreja que fica no distrito de Matara, na cidade de Devinuwara, ao sul do Sri Lanka, e vem sendo sistematicamente atacada. No dia 23 de abril, às 9h, 30 monges budistas e parte da população da cidade cercaram as instalações da igreja. A multidão ameaçou a vida dos cristãos, tomou as Bíblias das mulheres e avisou que ia destruir o prédio se as celebrações não fossem interrompidas.

Depois disso, o pastor recebeu informações de que havia outro ataque planejado. Em 18 de maio, aproximadamente 2 mil pessoas, lideradas por dezenas de monges budistas, realizaram uma grande manifestação na região. Lojas foram fechadas, bandeiras negras foram penduradas na cidade, e mais uma vez, ameaçaram destruir a igreja. O protesto foi bem organizado e foi feito com o conhecimento da polícia local. O incidente foi gravado e postado no Facebook. No dia 21 de maio, a igreja foi vitima de perseguição outra vez. Durante o culto dominical, cerca de cinco mulheres entraram na igreja e interromperam a celebração gritando e ameaçando a vida dos cristãos.

O Sri Lanka ocupa o 45º lugar na Lista Mundial da Perseguição 2017. Os grupos budistas radicais ainda estão muito presentes no país, mas atualmente pararam de atacar as minorias religiosas. No entanto, os mobs, grupos geralmente liderados por monges budistas, continuam interrompendo as atividades da igreja. Dados apontam que 69% da população do país é budista, 15% é Hindu, 8% é muçulmana e 8% é cristã.

Fonte: Gospel Prime e Christian Post

Ouça a reportagem:

 

Produção e apresentação: Daniel Beltrão
Coordenação: Renata Theodoro
Supervisão: André Castilho
Realização: Rádio Trans Mundial