Igreja na Malásia serve exclusivamente pessoas pobres e marginalizadas

share on:

27/12/2018

Nos últimos 37 anos, o empresário Mark Mathew, se tornou evangelista e decidiu investir seu dinheiro e tempo trabalhando em comunidades marginalizadas. Sua última empreitada é uma igreja em Kulai, na Malásia, que serve exclusivamente pessoas pobres e marginalizadas, assim como ele um dia foi.

Mark, que tem 66 anos de idade, disse que “geralmente os pobres e necessitados são postos de lado, mesmo nas igrejas”. Ele acredita que os marginalizados são privados de muitas coisas na vida, ignorados e discriminados devido à sua situação precária.

O público da igreja é formado por alcoolistas, viciados em drogas, e até criminosos, explicou o evangelista que um dia foi liberto dos vícios.

Diferente de outras igrejas que dependem do apoio financeiro de seus membros para a administração e pagamento dos salários dos funcionários, a congregação criada por Mark conta com o trabalho voluntário de quatro famílias, que a administra e ajuda todas atividades. Faz parte do trabalho, levar as pessoas para igreja, devolve-las em suas casas, além de servir alimento após cada culto para cerca de 100 pessoas. No Natal, a “igreja dos pobres”, como Mark a gosta de chamar, ampliou o serviço de refeições. Ele disse que isso lhe traz grande alegria, pois quando as pessoas vão à igreja dizem que nunca foram tratadas tão bem ou se sentiram tão amadas em uma comunidade cristã.

Fonte: Guiame

 

Produção e apresentação: Daniel Beltrão
Coordenação: Kaká Rodrigues
Supervisão: André Castilho
Realização: Rádio Trans Mundial