Homem achava que era o único cristão no Iêmen

share on:

31/12/2019

Morando no Brasil, um país laico, e com total liberdade religiosa, é difícil imaginar o que é ser cristão em um país em constantes conflitos causados pela presença da Al-Qaeda, guerra civil e intervenção militar. Essa é a situação do casal que vive no Iêmen e que neste boletim vamos chamá-los pelos nomes de Mohammad, quem tem 44 anos de idade, e Alima, de 38. A caminhada do cristão começou há 17 anos, quando encontrou uma Bíblia em uma loja de artigos usados. Ele comprou o livro e precisava ter cuidado, já que não havia lugar seguro para fazer a leitura. Até sua casa era um lugar perigoso.