Demarcação e posse de territórios quilombolas são motivos de luta e oração

share on:

22/11/2017

Esse é o terceiro dia da Semana de Oração pelos Quilombolas do Brasil. A inciativa e organização do movimento é da Aliança Evangélica Pró Quilombolas do Brasil. O objetivo é despertar a igreja para realidade social dos quilombos e também para o fato dessas comunidades serem as menos alcançadas pelo evangelho no país. Existem cinco mil comunidades, e somente duas mil contam com uma igreja ou com presença missionária. Os quilombolas são descendentes de escravos, vivem comunidades em regime de subsistência e preservam as manifestações culturais do passado.

Depois da famílias e crianças o motivo de oração hoje é pelos territórios quilombolas.

Assim como os indígenas, os quilombolas lutam a anos por posse legal e uma demarcação justa de territórios que eles ocupam a anos. O advogado e missionário Tácito Vivas, milita a favor de comunidades quilombolas localizadas na periferia de Salvador, estado da Bahia. Ele acompanha de perto essa luta e fez um relato mostrando a diferença de como as comunidades quilombolas, o judiciário e a igreja enxergam a questão da terra.

Ouça a reportagem:

 

Produção e apresentação: Daniel Beltrão
Coordenação: Renata Theodoro
Supervisão: André Castilho
Realização: Rádio Trans Mundial