Banco de vacas auxilia cristãos no Vietnã

share on:

12/07/2018

Evangelizar pessoas em situação de risco e vulnerabilidade social é um grande desafio em qualquer parte do mundo. Qualquer pessoa que vive em uma situação adversa ao conhecer o Evangelho espera encontrar respostas para suas inquirições e soluções de seus problemas. A iniciativa que vamos conhecer hoje demonstra que com a direção de Deus e criatividade é possível atender a esses anseios.

Depois de atravessar colinas, desfiladeiros, estradas e lamaçais, uma equipe da Portas Abertas chegou a uma vila remota localizada numa província no nordeste do Vietnã, onde mais de 100 cristãos tribais de quatro igrejas esperavam com suas vacas a chegada do grupo. Eles participam de um projeto que começou em 2015 e já distribuiu 25 vacas procriadoras. Nesta visita, a equipe presenciou a distribuição de mais 15 bezerros que são crias da primeira leva.

O projeto liderado pelo pastor Hung, consiste em um banco de vacas. Ele nasceu com o objetivo de suprir as necessidades financeiras das pessoas. O pastor explicou como funciona o projeto. É muito simples, eles dão uma vaca para uma pessoa, e quando ela dá cria, outra pessoa recebe o primeiro bezerro. Os demais filhotes podem ficar com o dono da vaca. Apesar de ser novo, o banco de vacas tem ajudado não apenas a prover o alimento para os cristãos, mas na aceitação deles pelos vizinhos e familiares.

May, uma das primeiras participantes do projeto, disse que agora tem comida para seus filhos, e que a família do meu marido a trata melhor, pois eles sabem que ela poderia suprir sua família mesmo se seu marido morresse. O projeto é fomentado pela missão Portas Abertas. Para segurança das pessoas os nomes utilizados na matéria são fictícios.

O Vietnã é uma república socialista, e tem mais de 95 milhões de habitantes dos quais 8 milhões são cristãos. Os comunistas perseguem a igreja por considera-la um grupo perigoso facilmente capaz de mobilizar massas de pessoas. Dentre os 50 países que mais perseguem a igreja, o Vietnã ocupa a 18º posição no ranking feito pela Portas Abertas.

Fonte: Portas Abertas

 

 

Produção e apresentação: Daniel Beltrão
Coordenação: Kaká Rodrigues
Supervisão: André Castilho
Realização: Rádio Trans Mundial