Acordo de cessar-fogo é violado e prejudica cristãos

share on:

Recentemente, 17 soldados do governo maliano foram mortos e 30 ficaram feridos durante um ataque em uma de suas bases militares, por extremistas islâmicos. Até agora, 2 grupos jihadistas reivindicaram a responsabilidade pelo incidente. O acordo de cessar-fogo foi então violado e outros grupos rebeldes acusam-se mutuamente pelo ocorrido. Isso mostra que a segurança no Mali continua frágil e que a paz é novamente interrompida, prejudicando também os países vizinhos. Os cristãos são os mais atingidos devido à vulnerabilidade. Depois que os extremistas islâmicos passaram a quebrar os acordos de paz com o governo, a igreja tem vivido sob uma pressão ainda maior. O Mali ocupa o 44º lugar na atual Classificação da Perseguição Religiosa e 95% da população segue o islã. Dos 5% que compõem as minorias religiosas, apenas 3 é de cristãos.

FONTE: Site Portas Abertas