40% das mulheres que sofrem violência doméstica são evangélicas

share on:

A violência doméstica é uma triste realidade no Brasil e uma pesquisa descobriu uma informação ainda mais alarmante.

40% das mulheres que se declaram vítimas de agressões físicas e verbais de seus maridos são evangélicas. A descoberta é resultado de uma pesquisa da Universidade Presbiteriana Mackenzie a partir de relatos colhidos por organizações não-governamentais que trabalham no apoio às vítimas desse tipo de violência. A surpresa não é maior do que a preocupação que existe sobre o contexto das agressões. Muitas das vítimas dizem sentirem-se coagidas por seus líderes religiosos a não denunciarem seus maridos. Os responsáveis pelo estudo ressaltam que as comunidades de fé onde essas mulheres que sofrem violência congregam precisam agir de maneira diferente.