share on:

Img_IconeBaixar_680px

 

12 de setembro de 2017

Leitura Bíblica: Deuteronômio 30.15-20

Por isso é que se diz: “Se hoje vocês ouvirem a sua voz, não endureçam o coração, como na rebelião” (Hb 3.15).

Num lugar muito bonito, certo dia surgiu um casulo. De dentro saiu uma linda libélula. Ela ficou muito encantada com o que viu ao voar por ali. Encontrou uma casa e entrou pela janela da cozinha. Brincou entre os cristais e explorou cada parte daquele novo mundo. De repente, viu sobre a mesa uma tigela cheia de nuvens. Não resistiu e mergulhou. Descobriu, então, que não eram nuvens: ela foi ficando grudenta e não conseguia mais se soltar. Desesperada, começou a orar, fazendo todo tipo de promessas, dizendo que dedicaria o resto de seus dias a servir a Deus e ajudar o próximo. Neste momento, o chefe da cozinha viu a libélula, resgatou-a e jogou-a pela janela. Arrastando-se pela grama, sob o sol, a libélula começou a se limpar. Quando se viu livre da sujeira, estava tão cansada que se voltou para Deus e disse: “Prometi dedicar o resto de minha vida ao Senhor, mas no momento estou cansada demais. Amanhã começo a cumprir minha promessa”. E adormeceu. O que ela não sabia é que aquele era seu último dia de vida…

Compromissos assumidos com Deus não são somente para o momento da aflição ou para amanhã. No entanto, é muito comum distrair-se e encantar-se com as belezas à nossa volta. Muitas vezes, curiosos, entramos por algumas janelas sem saber ao certo aonde elas nos levarão. Confundimos armadilhas e prisões com prazer e alegria. Sem perceber, vamos negligenciando nosso relacionamento com Deus. O texto da leitura mostra Deus oferecendo uma escolha ao povo de Israel, que vale também para nós: vida e prosperidade (amando e obedecendo ao Senhor) ou morte e destruição (vivendo por conta própria, escolhendo outras prioridades). Com grande amor e insistência, ele convida: “Agora escolham a vida, para que vocês e os seus filhos vivam… e amem o SENHOR” (v 19-20). Não adie sua resposta: a hora é agora! – HSG

Seu convite é para segui-lo hoje. Se deixarmos para amanhã, pode ser tarde demais.