A importância do leite

share on:

10/10/2017 – FIQUE POR DENTRO

Com a agitação da vida moderna é cada vez mais comum o surgimento de novas doenças e a queda na qualidade de vida da população. Na maioria das vezes, a solução para esses problemas está numa alimentação mais equilibrada, para garantir ao organismo os nutrientes necessários para aguentar a carga de atividades do dia a dia, onde o leite se destaca como um dos principais alimentos.

O ser humano é o único mamífero que toma leite durante toda a sua vida e não é a toa. O leite materno, primeiro alimento do bebê quando nasce, é essencial para seu crescimento e desenvolvimento orgânico e funcional. Ele é rico em gorduras, vitaminas e minerais indispensáveis para o desenvolvimento do sistema imunológico, preparando o organismo do bebê contra várias doenças.

Com o passar do tempo, o leite continua na dieta do homem, mas em quantidades menores. Por isso, vêm sendo desenvolvidas diversas campanhas para incentivar o consumo de produtos lácteos, destacando os benefícios do leite para a saúde, dos quais, o mais importante é o fato do leite ser fonte de cálcio, mineral fundamental para boa formação dos ossos. Além do cálcio o leite também possui vitaminas, proteínas, potássio, aminoácidos e fósforo.


Entrevista com a blogueira do mamaeaprendiz.com, Daniela Zanatto. Ela fala sobre a experiência como doadora de leite materno. Confira:

 


Sites de pirataria faturam milhões de dólares com anúncios em 2016

Os sites que compartilham conteúdo de maneira ilegal, os conhecidos “sites de pirataria”, costumam atrair a audiência do público em basicamente qualquer lugar no mundo. Como estamos falando de internet, audiência facilmente se traduz em dinheiro e, de acordo com um novo relatório divulgado, as principais páginas do gênero arrecadaram ao todo 111 milhões de dólares em 2016.

Apesar de se vangloriar de ter minado da fonte de renda dos “piratas”, não é possível confirmar esse valor. Isso porque a projeção utilizada pela organização que desenvolveu o estudo, o valor foi completamente arrecado por publicidade.


Lei da Ficha Limpa

A Lei da Ficha Limpa, fruto da iniciativa da população brasileira, determina a inelegibilidade, por 8 anos, de políticos condenados em processos criminais em segunda instância, cassados ou que tenham renunciado para evitar a cassação, entre outros critérios.

A inelegibilidade alcança, ainda, os que forem condenados pelos crimes contra a economia popular, a fé pública, a administração pública e o patrimônio público. Além disso, o patrimônio privado, o sistema financeiro, o mercado de capitais e os previstos na lei que regula a falência.

A Lei da Ficha Limpa ainda torna inelegíveis os que tiverem suas contas relativas, ou funções públicas rejeitadas por irregularidade insanável que configure improbidade administrativa. Estão na mesma condição aqueles detentores de cargos públicos que beneficiarem a si ou a terceiros, pelo abuso de poder econômico ou político.


Onde a mudança começa

Desde cedo aprendi que certas coisas não devem ser feitas, e certas palavras não devem ser ditas. Aprendi que determinado comportamento tem hora e lugar, e quando não se respeita o contexto, o comportamento se torna impróprio, passível de consequências.

Ao crescer fui descobrindo que as regras pré-estabelecidas tinham uma falha. Principalmente durante a adolescência, essas regras impostas eram maravilhosas de serem desobedecidas. Bastava alguém dizer que não podia, que lá ia eu, ávido por desobedecer.

Passado o período da adolescência, na aurora da vida adulta, descobri que as regras tinham sentido, e passei a me revoltar com os adolescentes que as quebravam. Soa meio hipócrita, não?!

A somatórias dessas experiências e constatações me fez refletir sobre onde a mudança de comportamento realmente começa. Minha primeira conclusão foi que a mudança de comportamento não pode ser baseada nas regras e imposições somente, pois estas aguçam ainda mais o nosso desejo de transgredir.

Não estou certo de que seja possível ser adolescente sem quebrar as regras. Muitos pais e professores se revoltam, querendo que seus filhos e alunos sejam o exemplo de comportamento, se esquecendo que eles mesmos tiveram seus dias de quebradeira nas regras. Adolescente obediente em tudo não é o normal, mas sim a exceção.

A mudança de comportamento parece começar quando mudamos a nossa forma de pensar; quando conseguimos enxergar para além das regras; quando vemos claramente o espírito da regra e da lei. Isso é maturidade. Perceber que a boa educação, o cuidado no modo de falar, o respeito pelo espaço do outro, e, principalmente, o colocar as necessidades dos outros antes das necessidades pessoais são coisas de fundamental importância para a formação de uma sociedade bem ajustada.

Portanto, uma mente com a perspectiva correta transforma os comportamentos de uma pessoa; enquanto as imposições de regras não conseguem transformar a mente de ninguém, embora tenham a sua função. A mudança realmente começa quando vem de dentro para fora, e não o contrário.

A Bíblia fala abertamente desse assunto. Jesus disse que não veio para abolir a Lei, e sim para lhe transbordar o sentido; leva-la para dentro do coração. A promessa feita através de Jeremias foi nesse sentido: “Porei as minhas leis em seu coração e as escreverei em sua mente”.

Por:
Israel Mazzacorati