Cristãos mexicanos são perseguidos por não pagar taxas abusivas

share on:

09/10/2017

Trinta e três cristãos da pequena comunidade de Yaltzi Tres Lagunas, pertencente ao município de Comitán de Domingues, no estado mexicano de Chiapas, estão sofrendo violência e perseguição por parte de agentes da polícia e outras autoridades locais. Por exemplo, em agosto passado, o grupo de cristãos foi privado de água e eletricidade em suas casas. Essa foi uma medida de retaliação solicitada pelo tesoureiro local. O grupo pediu auxílio à agência missionária Portas Abertas, que trabalha dando suporte a missionários que atuam em lugares onde a igreja é perseguida.

Há alguns meses, o mesmo tesoureiro pediu às famílias cristãs que contribuíssem com valores que não estavam em um acordo firmado entre as autoridades locais e a comunidade cristã. Os cristãos se recusaram a fazer o pagamento, argumentando que nesse acordo assinado, o pagamento solicitado não estava incluso. Houve mais uma vez retaliação das autoridades e em uma assembleia geral, os cristãos foram agredidos e atacados por uma multidão de residentes da comunidade.

O agente da polícia municipal, José Pablo Martínez Pérez, ordenou uma série de ações contra o grupo de cristãos e suas famílias. Ele definiu fianças de alto valor após prender jovens e crianças, manteve famílias sem permissão para sair e comprar mantimentos, e ameaçou a vida de alguns líderes cristãos.

A agência missionária Portas Abertas entrou em ação. A primeira medida foi garantir a integridade física dos perseguidos, ajudando-os a deixar a comunidade e se mudar para outras áreas. Essas famílias cristãs vivem agora em duas casas em outra região de Comitán de Domínguez. Além disso, um colaborador local da Portas Abertas com experiência em cuidados pastorais foi até os cristãos para oferecer apoio e ajuda espiritual às famílias. A agência pede oração pelos cristãos de Yaltzi Tres Lagunas e para que os governantes dessa localidade ajam com justiça. O México ocupa a 41ª posição na Lista Mundial da Perseguição 2017.

Fonte: Portas Abertas

Ouça a reportagem:

 

Produção e apresentação: Daniel Beltrão
Coordenação: Renata Theodoro
Supervisão: André Castilho
Realização: Rádio Trans Mundial