share on:

Quando ouvimos a palavra chilique, logo imaginamos uma criança se jogando no chão até que façam o que ela quer, não é verdade? Entretanto, você já pensou que mesmo adultos podem ter faniquitos?

Sempre que penso nesse assunto lembro de Jonas, que apesar de ser um profeta de Deus respeitado, agiu como uma criança chiliquenta quando recebeu uma missão que o contrariou. Você deve se lembrar que Deus pediu a Jonas que fosse pregar para o povo de Nínive, mas Jonas não queria que eles tivessem chance de se redimir, então decidiu não obedecer. Com uma atitude rebelde, partiu de sua cidade e entrou num barco que iria em direção oposta à Nínive. Deus em sua bondade e misericórdia deu uma nova chance a Jonas que passou três dias e três noites na barriga do peixe de onde clamou ao Senhor que fez que o peixe o vomitasse em terra seca. Mesmo estando contrariado, Jonas pregou uma mensagem curta e o povo todo se arrependeu. Ao invés de se alegrar com o resultado de sua pregação, Jonas se zangou com a misericórdia de Deus pelo povo. Ouça o que ele disse: “Senhor, não foi isso que eu disse quando ainda estava em casa? Foi por isso que me apressei em fugir para Társis. Eu sabia que tu és Deus misericordioso e compassivo, muito paciente, cheio de amor e que prometes castigar, mas depois te arrependes. Agora, Senhor, tira a minha vida, eu imploro, porque para mim é melhor morrer do que viver”. Você já viu alguma reação mais chiliquenta do que essa? Diante de um milagre de salvação, Jonas se ira porque as coisas não saíram do jeito que ele queria.

Essa história não se parece muito com a gente?  Às vezes não gostamos de sermos contrariadas, então, esperneamos, choramos, brigamos e tentamos impor nossa vontade a todo custo. Fazemos isso com as pessoas ao nosso redor e até mesmo com o próprio Deus. Muitas vezes, conseguimos dobrar nossos familiares e amigos para que façam o que queremos. Podemos até vencê-los pelo cansaço. Aí tentamos usar a mesma metodologia com Deus, e assim como Jonas, falamos duro com o Senhor, mas felizmente Deus não se deixa dobrar quando sabe que aquilo não é o melhor. Se a vontade de Jonas tivesse prevalecido uma nação inteira teria sido destruída, contudo, Deus tinha planos maiores e melhores do que os de Jonas para Nínive. Ele tinha pensamentos de paz para essa nação e escolheu dar a Jonas o privilégio de participar desse ato tão bondoso e misericordioso.

Quantas vezes ficamos contrariadas quando Deus não age do jeito que queremos?  O problema é que faniquitos nos impedem de ver as obras maravilhosas de Deus nas vidas das pessoas e na nossa própria vida.  Como resultado ficamos tristes e frustradas e não desfrutamos do melhor que Deus tem para nós. Será que você tem tido ataques de raiva tentando convencer a Deus a fazer as coisas do seu jeito?  Meu desejo para mim e pra você é que sigamos com alegria os planos que Deus tem para nós sempre reconhecendo sua bondade.

No amor do Senhor,

Susie Pek – Coordenadora Mulheres de Esperança RTM Brasil & América Latina