share on:

 

Queridos,

A automedicação é um atalho que tomamos para resolver nossos problemas físicos. Quem nunca se automedicou? Entretanto, sabemos que ela apresenta muitos riscos à nossa saúde. Sempre vale a pena procurar um especialista antes de começar um tratamento medicamentoso.   Você sabia que os riscos em nossa vida não se limitam a automedicação física? Ao experimentarmos dor emocional, aquela que afeta profundamente nossa alma, é comum optarmos pela automedicação buscando alternativas aparentemente boas. Escolhemos analgésicos de alma que até surtem efeito por um curto período de tempo, mas que não alcançam o efeito desejado.  Será que você já tomou o analgésico da negação? A gente toma uma dose de negação quando faz de conta que o problema não existe. Pensamos que se o problema não existe, logo não existe dor! No fundo sabemos que não é bem assim. E esse remédio tem um efeito colateral terrível! Em pouco tempo o problema ganha força e causa dores ainda mais fortes. Outro analgésico que tomamos é o da fuga. Nesse caso, não negamos que temos problemas, mas escolhemos deixar de pensar no assunto e fazemos questão de não falar sobre ele, na esperança que ele não desapareça automaticamente. Esse remédio também surte efeito contrário e contribui para o crescimento da dor.

Daí nos perguntamos: qual a medicação mais indicada no tratamento das doenças da alma? A resposta é simples: o melhor remédio é Jesus e sua palavra. No livro de Jeremias lemos assim: “ O meu povo cometeu dois crimes; eles abandonaram a mim, a fonte de água viva e cavaram suas próprias cisternas, poços rachados que não retêm água. ” Esse versículo nos faz refletir que quando usamos os analgésicos de alma citados anteriormente, estamos recorrendo às cisternas rachadas que não retêm água e por isso não matam nossa sede e nem resolvem o problema. Mas recorrer a Deus sempre surte efeito, porque ele é uma fonte segura. Jesus diz no livro de João que ele é a fonte de água viva e que aquele que nele crer e beber da água que ele dá nunca mais terá sede. Essa água viva é o melhor remédio para nossa alma. Jesus nos dá o discernimento necessário para lidarmos com as situações difíceis que enfrentamos, o conforto para aceitar o que é imutável e a esperança de que um dia não haverá mais choro, nem dor física ou de alma, mas só alegria de estarmos para sempre em sua presença. Você tem tentado se automedicar ou tem buscado Jesus, o médico dos médicos? Hoje, convidar a beber da água viva que corre do trono de Deus para lavar e curar sua alma.

No amor do Senhor,

Susie Pek