share on:

Será que você, assim como eu, ama o outono? Os dias são quentinhos e ensolarados e as noites frescas são inauguradas com um verdadeiro espetáculo: o pôr-do-sol! Suas mais variadas cores e nuances são incríveis obras de arte do Criador!

Mas, com o outono, vem também as alergias e doenças respiratórias com todos os seus incômodos que irritam garganta, pulmão e nos presenteiam com uma rouquidão. Fala a verdade: é horrível ficar sem voz, não é? Se você já passou por um período de rouquidão, deve estar familiarizada com a frustração de perder o poder de expressão de uma hora para outra. A gente quer falar e não consegue, ou quem sabe, até consegue, mas sabe que as consequências desse esforço serão desastrosas, podendo inclusive, significar uma noite inteira sem dormir com tosse por ter forçado demais a voz.

Essa situação me remete ao profeta Jeremias em lamentações 3. Ele abre o capítulo com um profundo lamento e segue nessa direção até o versículo 21 quando ele decide trazer à memória o que pode trazer esperança ao seu coração. Então, ele lista atributos do Senhor, diz que o Senhor é sua porção e toma a decisão de esperar em Deus e em seguida afirma: “Bom é ter esperança, e aguardar em silêncio a salvação do Senhor.” A NVI diz ‘é bom aguardar tranquilo’ pela salvação do Senhor. O lamento de Jeremias era legítimo e seu sofrimento real.  Sabemos que dor traz incômodo e agitação, mas ele voltou-se para o Senhor e trouxe à sua memória que no silêncio das nossas vidas, quando nos sentimos impotentes, sem voz, sem poder de ação, sem defesa e sem ânimo, Deus é nossa salvação, e, não só podemos esperar nele, como é bom que façamos isso, porque o Senhor é bom para aqueles que o buscam e se refugiam nele.

A rouquidão, assim como as tribulações, nos agita e exige muita disciplina e paciência da nossa parte. Tudo o que podemos fazer é esperar em ‘silêncio’ até que ela passe. A espera envolve tomar a medicação correta, muita hidratação e repouso. Os momentos difíceis da vida requerem algumas ações de nossa parte também, só que sem luta e sem agitação. A solução está em busca de Deus, em encontrar abrigo nele e em aguardarmos tranquilamente, ou em silêncio, pela sua salvação. Esperar em silêncio é um dos exercícios mais difíceis para a natureza humana. Queremos resolver e solucionar tudo para ontem, mas quanta coisa ouvimos e aprendemos no silêncio! Por isso, encerro deixando um convite especial para nós: “Provem, e vejam como o Senhor é bom. Como é feliz o homem que nele se refugia!” Salmos 34:8

No amor do Senhor,

Susie Pek – Coordenadora do Mulheres de Esperança RTM Brasil & América Latina