share on:

 

Será que você já teve aquela crise de desapego? Daquelas tão grandes que você se sente a própria louca da doação? Você não sossega enquanto não vê tudo o que te incomoda separado com destino certo e só fica realizada de verdade quando os itens já estão em outras mãos, casas ou, quem sabe, até mesmo no lixo…

O começo do ano nos inspira e gentilmente nos impulsiona à tal crise de desapego, mas não apenas à despedida de bens materiais. Você já listou o tanto de coisa que precisa ir embora da sua vida? Queremos um ano novo mais leve e diferente, mas para isso precisamos estar diferentes por dentro. É hora de desapegar dos ressentimentos, das inimizades, do amor não realizado, dos sonhos não concretizados… Talvez, seja hora de desapegar também das coisas que gostamos, mas que não somam em nada em nossa vida, como relacionamentos tóxicos, conversas vazias e excessos cometidos.

Lembro da passagem de Isaías 43.18 & 19, que diz: “Esqueçam o que se foi; não vivam no passado. Vejam, estou fazendo uma coisa nova! Ela já está surgindo! Vocês não o percebem? Até no deserto vou abrir um caminho e riachos no ermo.”  Cada novo dia nos apresenta com uma nova oportunidade de viver e perceber o novo que Deus faz em nossa vida, mas assim como armários lotados não abrem espaço para novos itens, corações abarrotados cegam nossos olhos para as novidades. Sendo assim, nesse começo de ano encorajo você a fazer a lista do desapego em todas as áreas de sua vida. O que precisa ficar para trás? Escreva tudo o que vier à mente e em seguida, mãos à obra. Desapegue, deixe para trás, esqueça e viva em liberdade o novo que Deus tem para você.

Feliz Ano novo!

Susie Pek

Coordenadora Mulheres de Esperança RTM Brasil & América Latina