Desejo de Vingança?

share on:

17/08/2017

A vida nos traz muitas situações surpreendentes e quando menos imaginamos já estamos tomadas pelo desejo de vingança! Já cheguei a ouvir: “Eu quero é sangue!”

Tamanha a frustração sentida frente a uma grande decepção. Na maioria das vezes, o sentimento de frustração e as palavras duras de vingança foram dando espaço ao perdão e finalmente as memórias foram ficando armazenadas em algum lugar do passado. Será que você já passou por isso? Sabemos que o primeiro sentimento ligado à vingança é a raiva, a ira. Ficamos iradas por termos sido enganadas, sentimos raiva diante da traição de uma pessoa querida, e aos poucos vamos deixando aquele sentimento tomar conta da nossa mente e coração, e aí partimos para o planejamento da revanche acreditando que isso sim irá nos aliviar. No fundo, a gente sabe que não é verdade, mas uma vez que a raiva fermenta, ela fica quase impossível de ser controlada. Acredito que esse é um dos motivos pelos quais o Senhor nos diz algo bem especial em Efésios 4.26. Ouça só: “Quando vocês ficarem irados, não pequem”. Apaziguem a sua ira antes que o sol se ponha! ” Inevitavelmente em algum momento vamos nos irar…, entretanto temos a opção de não pecarmos… de não fazermos justiça com nossas próprias mãos, e, não falarmos coisas das quais vamos nos arrepender depois. E veja que especial a segunda parte do versículo: apaziguem sua ira entes que o sol se ponha…. Em outras palavras não deixem a ira crescer em seu coração. Não deixem que ela fermente. Vamos nos irar, mas quanto mais espaço dermos à ira no nosso coração, maior ela vai ficar, e, quanto maior ela ficar, maior será nossa tendência de pecar, de tomar as decisões erradas e de nos envenenar. Então querida, quero encorajar você a não permitir que a ira tome conta do seu coração. Perdoe o quanto antes. Não deixe que coisas pequenas corroam sua alma. Mesmo quando a situação for extremamente séria e complicada, não espere que as coisas se compliquem para buscar ajuda. Resolva a situação no seu coração o quanto antes. Peça ao Senhor que a ajude. Só Ele é capaz de mudar o nosso coração e nos dar a graça para enfrentar as difíceis circunstâncias da vida.

Texto extraído do programa Mulheres de Esperança