share on:

 

A história de Jó, o homem que em pouquíssimo tempo teve sua vida completamente virada de cabeça para baixo e se manteve íntegro, sempre me inspirou e intrigou! Sua atitude frente às tempestades que lhe abateram é impressionante. O final da história não poderia ser melhor: tudo o que passou contribuiu para o seu crescimento em intimidade e conhecimento de Deus!

Acredito que esse é o desejo de todos os que amam a Deus. Todos nós gostaríamos de desfrutar de um relacionamento íntimo e poder afirmar que antes nossos ouvidos ouviam falar de Deus, mas agora os nossos olhos o vêem. Entretanto, creio que nenhuma de nós gostaria de atravessar uma tempestade dessas por escolha própria. Ninguém quer ser jogada para fora do próprio barco, principalmente quando estamos navegando em águas tranquilas, observando a beleza e a grandeza das águas com o vento batendo suavemente em nosso rosto.

Atravessar a tempestade é assustador. Os ventos fortes, a escuridão e a solidão nos causam medo e insegurança. Percebemos que somos mais frágeis do que imaginávamos ser. É uma sensação muito desconfortável! Mesmo bem intencionados, nossos amigos acabam nos ferindo ao tentar nos ajudar… Eles também buscam respostas, eles também não entendem os motivos por trás dos temporais.

Mais uma vez nos perguntamos: e agora? E mais uma vez nos deparamos com a resposta que Pedro deu a Jesus: “Senhor, para quem iremos? Só tu tens as palavras de vida eterna! ” Então, nos unimos ao salmista, que diz: “Elevo os meus olhos para os montes, de onde vem meu socorro? O meu socorro vem do Senhor que fez os céus e a terra! ”E ao voltarmos nossos olhos para Jesus, somos lembradas do que o próprio Jó disse:  “Senhor, tudo podes e nenhum de seus planos pode ser frustrado!” Em meio à tempestade, às inseguranças e ao medo, só nos resta uma saída: buscar ao Senhor sabendo que Ele virá ao nosso encontro, e aí poderemos dizer: “Deus, porque és a minha ajuda, canto de alegria à sombra das tuas asas”.

Susie Pek

Coordenadora do Mulheres de Esperança RTM Brasil e América Latina