share on:

Os anos passam, as coisas mudam, as tecnologias transformam o dia a dia, mas uma coisa nunca muda: a busca pelo amor. Sim, sou romântica assumida, mas não me refiro apenas ao amor romântico. Como é bom amar e ser amado! Como é bom pertencer! Pertencer a uma família, a um grupo de amigos ou a alguém. Amar é um presente.

Amar é arriscar-se. É doar-se sem garantias de que seremos correspondidos. Amar é tomar a iniciativa. Dar aquele primeiro passo com toda coragem e iniciar uma conversa que pode se transformar numa grande amizade. Amar é se fazer vulnerável e se abrir para prováveis feridas. Sim. Quem ama sofre. Sofre pelas escolhas erradas da pessoa amada. Sofre pelo desprezo recebido de seu objeto de amor. Sofre com a separação física, muitas vezes, definitiva. Amar implica em sofrimento, mas implica também em alegria indizível. Em êxtase total acompanhado pelo abraço sincero, ou, quem sabe pelo profundo conforto encontrado no olhar de quem te compreende sem que você precise dizer uma palavra. Amor é uma moeda valiosa. Amor é um bem inestimável, mas não inalcançável, porque Deus é amor. E o amor que Ele nos dá é o mais puro, mais sincero, mais despretensioso, mais infalível, mais estável e mais seguro de todos.

Deus amou de verdade. Não apenas nos criou, como nos deu um caminho de volta a Ele quando nos perdemos. Ele sempre deu o primeiro passo em nossa direção e seu ato mais sublime de amor foi entregar seu filho Jesus para morrer por nós para que pudéssemos ter paz com Ele. Não tem base isso não. É um amor grande demais para que consigamos compreender. Mas, mesmo sem conseguir entender, podemos receber todo esse amor e desfrutar de tudo o que ele nos oferece: vida eterna, relacionamento íntimo e pessoal com Deus, vida abundante e a alegria dos presentes preciosos que Ele nos dá, dentre eles, os amigos que enchem nossos dias de cor e amor.

Amor é um privilégio acessível a todos. Amor verdadeiro vem de Deus o criador de todas as coisas, o doador de toda boa dádiva.

“Foi assim que Deus manifestou o seu amor entre nós: enviou o seu Filho Unigênito ao mundo, para que pudéssemos viver por meio dele. Nisto consiste o amor: não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou e enviou seu Filho como propiciação pelos nossos pecados.”  1 João 4.9-10

No amor do Senhor,

Susie Pek – Coordenadora do Mulheres de Esperança RTM Brasil & América Latina