share on:

Img_IconeBaixar_680px

 

6 de dezembro de 2017

Leitura Bíblica: Salmo 126.1-6

Não se entristeçam, porque a alegria do SENHOR os fortalecerá (Ne 8.10).

No reinado do rei Zedequias (597-587 a.C.), o povo de Judá foi levado para o cativeiro babilônico. Depois de setenta anos de exílio, Deus ouviu o pedido de socorro do povo e escolheu Neemias para levá-lo de volta a Jerusalém. Os hebreus se encheram de coragem para realizar a reconstrução dos muros da cidade e recolocar os portões que tinham sido queimados. O desafio era grande, mas ele foi concluído mesmo com perseguição pelos inimigos. Quando terminaram, os israelitas se reuniram para comemorar e ouvir a leitura da Palavra de Deus. Foi um momento de grande emoção e choro, porque foram lembrados de tudo o que Deus fizera pelo povo e todos os erros que este cometera em relação a Deus. Mas Neemias e os sacerdotes encorajaram o povo a se alegrar e confiar que o Senhor os fortaleceria.

Lembrar o que Deus fez por nós nos leva a louvá-lo. Sempre que ouvia minha mãe cantar hinos, eu sabia que ela estava expressando a alegria que tinha dentro de si. Deus havia feito uma grande obra: a vida de nossa família mudara quando conhecemos Jesus. A voz de mamãe espalhava-se pelos campos da chácara onde residíamos. O apóstolo Paulo também orientou os cristãos de Filipos a se alegrarem sempre no Senhor (Fp 4.4).

Como cristãos, temos condições de sempre cantar a nossa alegria. E não somente cantar, mas também expressá-la em todos os momentos do nosso dia a dia. Essa alegria permanente, característica do povo de Deus, não está ligada às coisas passageiras da vida. Deus se submeteu à maior das tristezas ao mandar seu próprio Filho Jesus para morrer por cada um de nós. E a ressurreição de Jesus produz em nós a maior das alegrias, aquela que não acaba nunca. Se você tem essa alegria, não se esqueça: é ela que nos fortalece e nos permite viver felizes – por dentro e por fora. – JG

Quer alegria permanente? Só Deus pode dá-la.