Inimigos dos Espelhos

19/04/2017 – FIQUE POR DENTRO

A cena é corriqueira: uma adolescente se olha no espelho, não gosta do que vê e entra em crise. Não quer sair de casa, não quer ver ninguém, tem muita vergonha de si mesma. Esta cena tem nome: dismorfia corporal.

Por não ser uma doença de identificação simples, os portadores do transtorno dismórfico sofrem por muitos anos com um problema que acabam acreditando ser normal na vida das pessoas “feias” e se tornam inseguros, depressivos e sempre insatisfeitos. A dismorfia não está relacionada à vaidade, é mais uma questão de aceitação.


Entrevista com a psiquiatra, Jocelyne Levy Rosenberg. Ela fala sobre dismorfia corporal

 

Cresce número de diabetes no Brasil

Uma pesquisa realizada pela Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas apontou que o número de brasileiros com diabetes cresceu 61,8% nos últimos 10 anos.

Segundo o estudo, o Rio de Janeiro é a capital brasileira com a maior prevalência de diagnóstico. Em seguida, estão Natal, Belo Horizonte, São Paulo, Vitória, Recife e Curitiba.

O levantamento revela que, no Brasil, o indicador de diabetes aumenta com a idade e é quase 3 vezes maior entre os que têm menor escolaridade.

Além do diabetes, a pesquisa revelou que o número de pessoas diagnosticadas com hipertensão no país cresceu 14,2% na última década, passando de 22,5% em 2006 para 25,7% em 2016.

 

Reforma na Previd̻ncia РMudan̤as Iniciais

O governo federal apresentou seu projeto de reforma da Previdência no final do ano passado. Pela nova proposta de Emenda Constitucional, a idade mínima para se aposentar será de 65 anos, com pelo menos 25 anos de contribuição à Previdência.

Entretanto, para que o trabalhador possa receber o valor integral, será preciso contribuir por 49 anos, mesmo que tenha atingido a idade prescrita. A regra passa a ser a mesma para homens e mulheres.

As mudanças valem para trabalhadores de empresas privadas, servidores públicos federais e políticos. Militares e servidores estaduais e municipais foram retirados da proposta.

Vale ressaltar que o contribuinte que já tiver tempo de aposentadoria, pelas regras atuais, não será prejudicado, mesmo que não tenha dado entrada nos papéis.

 

A moeda de ouro

E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará”. João 8.32

Um especialista em moedas falsas passava o dia estudando uma única moeda de ouro. Dias e dias, meses a fio. Sempre a mesma moeda. As pessoas ficavam curiosas para saber porque ele não escolhia outra, uma falsa, por exemplo, para descobrir o que estava errado, mas ele não queria saber de outra.

Até que um dia alguém lhe perguntou:

– Se o senhor é especialista, contratado para descobrir moedas falsas, por que só estuda essa moeda que é verdadeira e nem olha para as falsas?

– Meu amigo, disse o estudioso, eu não preciso conhecer as moedas falsas. Se eu estudar bem a moeda verdadeira, cada detalhe, cada desenho, até tê-la gravada na minha memória, eu saberei reconhecer uma moeda falsa assim que puser os olhos nela, mesmo que seja uma diferença quase invisível, porque eu conheço a moeda verdadeira. Não serei enganado jamais!

Assim deve ser o cristão. Se procurar conhecer a Cristo, estudar a Bíblia todos os dias e gravá-la no coração, logo saberá quando quiserem empurrar-lhe uma falsa doutrina, uma “religião” nova. Verdadeiros discípulos de Jesus conhecem seu mestre e jamais são enganados.