share on:

Img_IconeBaixar_680px

 

20 de março de 2017

Leitura Bíblica: Jeremias 21.1-10

Hoje invoco os céus e a terra como testemunhas… de que coloquei diante de vocês a vida e a morte, a bênção e a maldição. Agora escolham a vida, para que vocês e seus filhos vivam (Dt 30.19).

É preciso coragem para enviar a um rei uma mensagem como a que Jeremias mandou. No capítulo anterior lemos que o sacerdote Pasur espancara o profeta e o amarrara num tronco. Agora o rei enviava o mesmo sacerdote pedindo que o profeta consultasse o Senhor, para saber se Jerusalém seria poupada das tropas babilônicas que cercavam a cidade. Deus responde que o inimigo entraria na cidade, e que ele, o próprio Senhor, lutaria do lado dos inimigos. Já imaginou que situação? Naquela época, vez após vez o povo caía no erro de rejeitar a Deus e preferir os ídolos dos povos que os rodeavam. A mensagem de Jeremias era muito desagradável. Não havia saída boa para o problema. A alternativa era melancólica: salvar-se pela rendição ao inimigo ou morrer de fome, peste ou pela espada.

O mundo de hoje também parece estar chegando ao limite. Os rios secam, os recursos do planeta mostram-se insuficientes, a violência impera em todos os lugares, a imoralidade e os maus costumes são justificados como direitos humanos, a crueldade é exibida com orgulho. As pessoas correm em busca de uma resposta para tanto sofrimento, uma saída para o que parece ser um beco sem saída.

Vale até hoje o desafio de Moisés ao povo de Israel (veja o versículo em destaque). Não resta dúvida de que hoje continuamos diante de dois caminhos: vida ou morte. Felizmente para nós, a alternativa não é tão melancólica como na época de Jeremias. Há uma solução muito convidativa: alívio para os cansados e oprimidos, vida em abundância para quem submete sua vida ao Senhor. Mas é preciso levar esta mensagem a sério e escolher bem: só amando e obedecendo a Jesus encontraremos o caminho da vida. – MJT

Enquanto há vida, há esperança: a escolha está diante de você. Qual será?